QUEM SOMOS NÓS

Minha foto
Somos uma organização marxista revolucionária. Procuramos intervir nas lutas de classes com um programa anticapitalista, com o objetivo de criar o Partido Revolucionário dos Trabalhadores, a seção brasileira de uma nova Internacional Revolucionária. Só com um partido revolucionário, composto em sua maioria por mulheres e negros, é possível lutar pelo governo direto dos trabalhadores, como forma de abrir caminho até o socialismo.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Mensagem de fim de ano

 
Pensamos na atividade política como toda aquela que interfere na realidade de nossas vidas, no aspecto individual e coletivo. Estamos acostumados a escrever textos sobre grandes acontecimentos políticos, relembrar datas importantes, denunciar alguma ação do capital, ou propagandear alguma luta justa da classe trabalhadora. Apesar da enorme importância política desses aspectos, nosso objetivo aqui não é este. Escrevemos aqui uma mensagem, que apesar de política, foge um pouco dos moldes comuns, mas também sem perder seu significado e importância.

Nossas vidas, a cada dia que passa, parecem estar paradas no tempo. Desde novos, o mundo toma uma forma estática em nossas mentes. Somos ensinados a ver a maneira como as coisas são eternas, poderosas, imutáveis. A escola, o trabalho, o estado, noções de família, amor, amizade. Tudo parece nos ser entregue como formas acabadas de um processo de decisões que aconteceu há muito tempo e que nascemos tarde demais para participar. Somos estimulados diariamente a tomar como único indício de melhora de nossas vidas o nosso correr atrás de uma vida melhor, o popular “subir na vida”. Parece que estamos fadados a ter que nos contentar com algumas melhoras materiais ao longo de toda a nossa vida. Nada que acontece pra além disso nos interessa, pois estamos sempre ocupados demais tentando nos formar, conseguir um salário melhor, comprar uma coisa nova, etc.. Os dias de fim de ano se encaixam perfeitamente nessa visão. Pois, nada como alguns dias de festa para renovar as esperanças de uma vida melhor, que está sempre por vir, logo depois do primeiro dia do próximo ano.

Não somos pessoas amargas. Não somos contra festejar o fim de ano nem ter esperanças de uma vida melhor. Pode-se dizer inclusive que o direito à festa e a ter esperança devem ser garantidos a todos os seres humanos. Por isso queremos usar a época presente para tentar trazer algo diferente pelo qual vale a pena festejar e ter esperanças. 

Parece que os sonhos de uma vida melhor já vieram prontos e embrulhados, e entregues pelo próprio papai noel. Se pararmos para pensar quando foi que decidimos nossas metas de vida, onde decidimos depositar nossas esperanças, fica difícil saber quando e se de fato decidimos alguma coisa. Parece tão natural, no processo de crescimento e amadurecimento, entender o mundo como algo sobre o qual não temos nenhum poder. Que só podemos ter controle parcial sobre nossos próprios umbigos e por causa disso, só temos que nos dedicar a eles próprios, já que não vale a pena se preocupar com qualquer outro problema.

Infelizmente, ou felizmente, isso não funciona pra todo mundo. Conforme a vida passa, fica possível perceber que os problemas estão sempre presentes, não importa o quanto nos esforçamos para superá-los. O dinheiro é sempre pouco, o sono sempre acaba antes do cansaço, o ônibus sempre cheio, chefes sempre pegando no pé, poucos dias pra se divertir, tristeza, solidão. Fica possível perceber também que muitas pessoas passam pelos mesmos problemas que nós, e enquanto algumas delas até vivem um pouco melhor, há outras que acabam perdendo seus empregos, que passam fome, que vivem na rua, que são perseguidas por causa da cor da pele, da orientação sexual, do gênero, etc..

Às vezes se torna difícil fechar os olhos pra tudo isso e continuar somente com o sonho de “subir na vida”. Fazemos tudo que nos foi ensinado desde criança, obedecemos, nos misturamos, acordamos cedo, trabalhamos muito e depois trabalhamos mais, e mesmo assim, a prometida recompensa nunca vem. E mesmo nas poucas vezes que vem, parece nunca ser o bastante para de fato melhorar a vida.  Será que tudo isso que aprendemos ao longo da vida foram ó mentiras contadas para nós? Mentiras feitas só pra nos fazer entrar no jogo? Não queremos iniciar um debate para tentar explicar essas questões. Nosso objetivo não é esse. 

Queremos apenas deixar uma mensagem para as pessoas que se identificaram, que entenderam o que foi dito, porque como nós, viveram e vivem os mesmos problemas dia após dia. Queremos dizer que há outras pessoas, não só ao longo do Brasil, mas do mundo inteiro, passando pela mesma coisa, exatamente como você. Entendemos como é viver numa sociedade que espera que você dê tudo de si mesmo, que seja a melhor pessoa do mundo, mas nunca te tratou como tal. Queremos que você saiba que você não é o único que quando para pra pensar na hora que vai dormir, se sente preso numa vida que, em grande parte, você não escolheu ter. Você também não é o único a não conseguir obervar o sofrimento de outras pessoas e se sentir indiferente. E mais importante que isso, você definitivamente não é o único que se incomoda com essa situação. Nem o único que pensa em fazer alguma coisa para mudar, para melhorar toda essa situação, mas não sabe por onde começar. Queremos dizer que você não está sozinho!

Queremos dizer também para todos os que acreditam e lutam por uma sociedade nova e melhor: Você também não está sozinho! Apesar de possíveis diferenças, há algo mais profundo e mais importante que une a todos nós: a vontade sincera de tornar o mundo um lugar melhor e mais justo para se viver.

Para todos nós que nos incomodamos e pensamos em fazer algo para mudar. Nós todos não estamos sozinhos! E por não estarmos sozinhos, podemos sim tentar e conseguir mudar o que antes parecia tão eterno e impossível de mudar, e assim podemos de fato ter esperanças de uma vida melhor. E podemos também finalmente, festejar de todo o coração, pois não estar sozinho e ter esperanças são uma das maiores alegrias de ser humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais lidas nesse mês:

Mais lidas do blog:

SEGUIDORES