QUEM SOMOS NÓS

Minha foto
Somos uma organização marxista revolucionária. Procuramos intervir nas lutas de classes com um programa anticapitalista, com o objetivo de criar o Partido Revolucionário dos Trabalhadores, a seção brasileira de uma nova Internacional Revolucionária. Só com um partido revolucionário, composto em sua maioria por mulheres e negros, é possível lutar pelo governo direto dos trabalhadores, como forma de abrir caminho até o socialismo.

sábado, 3 de janeiro de 2015

Dossiê Ucrânia 2 de 3: Libertem os militantes do Borotba! (carta de Greg Butterfield)


LIBERTEM OS MILITANTES DO BOROTBA! - GREG BUTTERFIELD

Libertem os militantes do Borotba!
Para:
Primeiro-ministro Alexander Zakharchenko
Comandente do Batalhão Vostok Alexander Khodakovsky
Vice-Presidente do Soviete do Povo Denis Pushilin
Ex-Presidente do Soviete Supremo Boris A. Litvinov
Dr. Andrei Purgin e outras autoridades da República Popular de Donetsk e das Forças Armadas Novorrussas.
28 de dezembro de 2014
Caros companheiros,
Em nome dos ativistas antifascistas e antiguerra nos Estados Unidos, que estão se organizando em solidariedade às Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, apelamos urgentemente para que assegurem a libertação imediata de quatro militantes que comunicou-se que estão presos pelo Batalhão Vostok.
Victor Shapinov, Maxim Firsov e Maria Muratova são membros da organização antifascista ucraniana União Borotba. Durante uma visita de solidariedade a Donetsk em 21/12, estes três companheiros foram presos por soldados do Batalhão Vostok. Eles foram confundidos com uma equipe de reconhecimento e sabotagem ucraniana. 
De acordo com a informação obtida por Borotba, eles estão atualmente presos no escritório do comandante do Vostok, na rua Elevatornaya, na cidade de Donetsk, para serem trocados por prisioneiros do regime fascista ucraniano
Ontem, 27/12, o deputado da Câmara Municipal de Odessa e sobrevivente do massacre de 2 de maio , Alexei Albu, foi ao quartel-general do Batalhão Vostok para apelar pela libertação deles. Desde então, ele não foi mais visto. Se estes antifascistas forem entregues à junta de Kiev, encontrarão a prisão, tortura e morte nas mãos do SBU e dos neonazistas.
Os quatro militantes e a sua organização foram líderes inabaláveis do movimento antiMaidan desde os primeiros dias do golpe apoiados pelos EUA e a OTAN na Ucrânia. Os militantes do Borotba foram forçados a fugir para a Crimeia depois da tragédia de 2 de maio em Odessa, sob ameaça de prisão e morte.
Esses companheiros foram essenciais para construir a solidariedade internacional com Lugansk, assim como o movimento antifascista na Ucrânia. Eles são aliados valiosos para a sua luta contra a junta de Kiev e a expansão da OTAN.
Erros acontecem no período de guerra. Não é sempre fácil separar amigo de inimigo. Isso não é vergonha. Mas ainda há temos para corrigir o erro antes que ele se torne uma tragédia.
Apelamos a vocês, com apoiadores da República Popular de Donetsk e de suas forças armadas, para intervirem a libertarem Alexei Albu, Victor Shapinov, Maria Muratova e Maxim Firsov.
Vitória às Repúblicas Populares! Abaixo a junta fascista!
Greg Butterfield, coordinator Solidarity with Ukraine Antifascists Committee International Action Center, New York, NY, USA
Borotba Za Odessu
Объединение Боротьба
Graham Phillips
Antiimperialistische Aktion
Internacionalistas 36
Solidarity with Antifascist Resistance in Ukraine
SouthFront
Amigos de la Republica Popular de Donetsk
Comité de Apoyo a la Ucrania Antifascista de Madrid
Banda Bassotti
Kristina Rus Kharlova
Denis Levin
Svetlana Licht
Boris Rozhin
Vladimir Suchan

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais lidas nesse mês:

Mais lidas do blog:

SEGUIDORES