QUEM SOMOS NÓS

Minha foto
Somos uma organização marxista revolucionária. Procuramos intervir nas lutas de classes com um programa anticapitalista, com o objetivo de criar o Partido Revolucionário dos Trabalhadores, a seção brasileira de uma nova Internacional Revolucionária. Só com um partido revolucionário, composto em sua maioria por mulheres e negros, é possível lutar pelo governo direto dos trabalhadores, como forma de abrir caminho até o socialismo.

domingo, 4 de agosto de 2013

A HORA QUE O VENTO VIROU PROCUREI O PSTU E NÃO ACHEI (Luiette Ornellas)


A companheira Luiette é uma ex-militante do PSTU (e da Convergência Socialista). Estamos reproduzindo esse texto que ela fez, apesar das nossas divergências em alguns pontos, porque é um relato detalhado da política recuada do PSTU nos atos desde junho. Nós já compartilhamos no Facebook, mas estamos postando no blog pra ele não se perder na linha do tempo. Aproveitamos a ocasião para defender a Luiette de alguns ataques de baixo nível que aconteceram depois da divulgação do texto, inclusive falando sobre o trabalho dela, que não cabem num debate político sério.


A HORA QUE O VENTO VIROU PROCUREI O PSTU E NÃO ACHEI.

Quando o facebook, via Anonymous, dá caráter de massa as manifestações, infelizmente não foi somente a burguesia que tomou uma calça arriada, os partidos de esquerda também.

Por que?
Porque não conseguem intervir fora de espaços clássicos para atuação dos revolucionários. Uma pena! Trabalhadores e jovens com sede de mudança estão em vários espaços.

Qual o problema de atuar no facebook?
Acho muito interessante que tanto na Europa, como agora no Brasil, as manifestações foram articuladas via facebook. Isso significa atuar sem centralidade, onde as pessoas podem captar vários debates ao mesmo tempo e ir se encontrando dentro de cada um. Pra além é claro de facilitar a vida de todos na convocação dos eventos, na discussão de pautas, e inclusive para desmentir a mídia oficial.

Onde entra os revolucionários?
Entram no momento em que precisa dar organicidade, politizar a luta, preparar a pauta política, ajudar na palavra de ordem, na definição dos trajetos, construir espaços democráticos de discussão, espaços onde o que se aprova seja respeitado! Afinal os revolucionários não defendem a Democracia Operária?

As massas vieram pra rua quando foram convencidas de que era hora de todos levantarem do sofá e fazer alguma coisa. Tá. E aí?

Cem mil na rua com todas as contradições. Mandando baixar bandeiras dos partidos ... errado!!! Errado porque é contra a democracia e é contra o direito de livre expressão. Mas representava contraditoriamente um rechaço aqueles que se utilizaram por anos das lutas da juventude e dos trabalhadores para elegerem seus candidatos.

Neste dia que entrou pra história, 17/06, cem mil na rua, ou seja, multidão literalmente, o PSTU parou em direção a Av. Churchil e depois da multidão toda passar, e do conflito acalmar, o PSTU se aproximou da ALERJ.

Estava com adesivo do partido, mas naquele momento, fiquei em crise. Nunca pensei na minha vida que viria tal situação.

Mas até aí tudo bem. Foi uma massa muito puta com tudo e desconfiando de todos, inclusive dos partidos de esquerda. Mas ainda assim: o PCB avançou, PSOL avançou, por que o PSTU não??????????

Foram CEM MIL NA RUA!!
E o PSTU vacilou! Não entendo!
Mas depois foram .. tudo bem, fiquei mais tranquila e voltei a me localizar perto do partido. Partido este que dei a fase de ouro da minha vida, foram 19 anos acreditando que este partido poderia dirigir uma revolução.

Voltei pra casa SUPER EMPOLGADA.
Em 1 dos meus perfis no facebook destinei totalmente a luta e os outros, levemente compartilhava matérias. Temos cerca de 15 mil pessoas na nossa rede social. Rede constituída em cima de um trabalho técnico. No entanto, o vento virou e era necessário ser mais que uma produtora. Era necessário, como militante que fui, voltar as ruas, reaprender, ouvir, me localizar e ajudar a construir o maior evento do momento que era a luta de massas no Brasil.
Importante dizer que no meu perfil estão várias pessoas das 3 esferas de governo, esposas de políticos etc, mas que independente do meu trabalho, tinha o direito de defender a sociedade que quero pro meu filho.

Entramos no ascenso! Vamos então a luta!

Avaliando que a mobilização poderia potencializar uma crise de regime, de governabilidade, os governos recuam e reduzem as passagens.

Mais fortalecida estava a luta.

Ajudei e muito a convocar o dia 20, eu sabia e dizia que íamos ser mais de 1 milhão. Fomos mais de 1 milhão.

Felizes estávamos! Levei minha sobrinha e minha irmã que pela primeira vez participavam de 1 passeata mas meu coração dizia que não seria algo tranquilo.

Começamos a caminhar quando percebemos que o espaço aéreo foi fechado pela polícia. Não tinha imprensa oficial. De repente apagam as luzes da Presidente Vargas e jogam bombas dos helicópteros sobre nós.

O que fazer? Sair correndo? Chorar? Oh minha passeata acabou!
Não! Era a hora e agora de RESISTIR!
Quando não deu mais pra suportar tanta bomba, era hora de correr e se proteger.

No meio da correria encontramos militantes do PSTU dizendo que foram atacados por fascistas. Era possível! Existia contradições!

Fomos então para o Souza Aguiar prestar solidariedade.
Vi de perto a polícia jogando bomba na frente do hospital e cercando os manifestantes. ERA TOQUE DE RECOLHER EM PLENO 2013.

Voltei a rua e vi a polícia passando e jogando bombas dentro dos bares na Lapa. O governo, a polícia não queria mais ninguém nas ruas! Ficamos ilhados na Lapa, na casa de um amigo, e até 1 hora da manhã ouvíamos a polícia jogar bombas nas ruas. Várias pessoas se protegeram na FND e no IFCS, pois por ser território federal e a PM não podia entrar.

Fazemos o que com tudo isto?
Ficamos com medo? Voltamos pro sofá? Voltamos a pensar na eleição do DCE ou do sindicato? Em 2014? Ou vamos pra rua organizar a resistência, enfrentar nossos inimigos, lutar pelos nossos direitos, fazer reuniões, e mesmo sabendo que a massa poderia ter dúvida em voltar, nós não teríamos.

Era a chegada a hora de discutir estratégias.

Quando abro o meu facebook no dia seguinte vejo militante do PSTU botando currículo de tempo de militância, que nunca dormiu, e que aqueles que acordaram tinham que respeitá-los. Bizzarroooooo!!!!!! Falta de diálogo e debate político TOTAL.

Me localizei na discussão e fui fazer o debate contra o fascismo, em solidariedade ao PSTU, mas principalmente pela necessidade de organizarmos a luta e a resistência. Rumo a Assembléia Popular com mais de 3 mil pessoas na frente do IFCS, sentadas no chão e votando e dirigindo a mesa.

Vi muitos dirigentes do PSTU e de todas as organizações usar as fotos da plenária/assembléia pra incentivar a luta. Pois é, o PSTU teve uma intervenção, que pra minha surpresa foi dedicada somente a luta contra o fascismo, não que não tivesse que fazer, tinha que ser feito, óbvio, mas não houve nenhuma discussão política mais de fundo do que representava tudo que estava acontecendo. Enfim, a plenária votou dia 27 com trajeto da Candelária a FETRANSPOR e dia 30 a tarde no final da Copa das Confederações. O PSTU já tinha sido atacado pelo fascismo, o fórum já tinha votado uma carta em solidariedade, mas em nenhum momento este partido foi honesto com a assembleia e disse que não iria até a FETRANSPOR, e que não iria a tarde dia 30.

OK, seguimos o debate contra o fascismo, impusemos uma derrota fragorosa a eles qdo chamaram um ato na Candelária contra todos os partidos, e seguimos na convocação do dia 27.

Aí começa a pior experiência de todos que estavam na passeata, que beirava 70 mil pessoas. MULTIDÃO! Não era MIL PESSOAS! ERAM 70 MIL!

O PSTU e os sindicatos da CONLUTAS, bem como PCdoB, travaram os carros de som, e disseram que eles encerrariam o ato na Cinelândia.

COMO ASSIM?????? CADÊ A DEMOCRACIA OPERÁRIA??????????

A multidão atropelou o carro de som e seguiu. Fomos a FETRANSPOR e depois voltamos pra Cinelêndia. Não houve enfrentamento nenhum com a polícia!!!!!! NÃO HOUVE!!!!!

Pq não foram?????? Qual explicação??? Por que reter carro de som como o PCdoB, que cansou de fazer isso com o movimento?????

PIOR ESTAVA POR VIR:
PSTU solta uma nota dizendo que realizou um ato quando acabou a manifestação. Como assim? A passeata não havia terminado!! O trajeto foi votado por mais de 3 mil pessoas!! Assembléia de MASSA!!! Passeata de MASSA! E eles escolheram fazer um ato de fechamento da passeata de vanguarda, deixando o ato sem carro de som e sem fechamento politico com intervenções etc.
CONLUTAS solta uma nota dizendo que a passeata se dividiu e depois encontrou o ato da CONLUTAS na Cinelândia. Não é verdade!!!!
Quando chegamos na Cinelândia não tinha ninguém da CONLUTAS. Fechamos o ato de mega fone, e todos estavam tão felizes que não queriam nem ir embora.

Chega o dia 30.
Todos os partidos vão no ato pela manhã chamado pelo comitê popular da Copa, ok. Mas quando fomos chegando pro ato a tarde o comentário era: o PSTU fez uma plenária e decidiu que não viria a tarde!!!!! BIZZARRO!!!!!!

Se o PSTU não reclamasse, como agora, de quem dirige a luta ou que pode se construir com uma possível vitória, ok, vão pra casa e pegam os informes no facebook ou na Globo. Mas não é isso!! Pra além deles ficarem o tempo todo se diferenciando das outras organizações, eles como partido que se propõe a ser, NÃO PODERIA VOTAR NUNCA QUE NÃO ACATARIA A DECISÃO DA ASSEMBLÉIA E NÃO IRIA MAIS NO ATO, e deixaria o ato por conta de quem quisesse dirigir.

Final da Copa das Confederações, vitória na redução das passagens, o MPL SP sai dar ruas, mas enganaram-se os que pensaram que a luta iria parar.

Depois de tudo faltava política!!! Faltava política pra continuidade da luta!!!

Não tinha mais mídia internacional, era hora de botar pra fora o movimento Ocupa Cabral, até então ocupados na casa do Sérgio Cabral.

Mais de 700 jovens basicamente da zona sul voltam as ruas em defesa dos ocupantes, contra a repressão absurda do dia 20, e travam uma guerra contra polícia. Sozinhos eles estavam!!! Por que o PSTU não estava lá??????? Deixaram as ruas, para quem quisesse dela participar!!!!
Deixaram!!!! Sinto MUITOOOOO!! Sinto de verdade!!!!!!

Qual é pô!!! Não vão aos atos, descumprem votações, e ainda querem subir no pedestal e dar lição de moral nas pessoas!!!!! Não dá!!!

O processo toma novo fôlego, mas agora com uma pauta principal: FORA CABRAL!!!

O movimento agenda um ato no Leblon pelo FORA CABRAL.
Todos lá, tudo bem ... PSTU conseguiu até ajudar na agitação. Juro, fiquei feliz, fiquei até com eles na passeata. A Rocinha e o Vidigal descem, e a passeata é tomada de um sentimento de coragem. Impressionante como o desaparecimento do Amarildo, e a morte dos 10 trabalhadores na Maré, por operação da mesma polícia que jogou bomba do helicóptero e que botou o choque a força nacional para nos atacar dia 20, viram bandeira de luta no Rio, no Brasil e no mundo inteiro!

O ato passa na Globo que é a apedrejada. Fiquei assustada, mas depois vi tanto apoio entre pessoas comuns, que acho que eu mesma não entendi a situação.

Antes que o ato voltasse pro Leblon o partido foi embora.

A passeata seguiu e qdo voltou pro Sérgio Cabral foi violentamente reprimida. O Sérgio Cabral queria ganhar apoio dos moradores do Leblon que estavam fazendo abaixo assinado pra que ele saísse de lá. Tudo foi estratégico. Desceu o cacete com bombas etc e depois bateram em retirada, provocando uma revolta generalizada de todos que estavam lá. Foi um ABSURDO TOTAL. Todos ficamos naquela resistência ao passo que odiando mais ainda tudo que aconteceu. Um setor parte para os bancos e outro setor parte pra Toulon. No dia seguinte a Globo fazia a festa e jogava a opinião publica contra a gente.

Fomos todossssssssssssssss pro debate na internet, nas ruas, e ganhamos a opinião pública pro debate Toulon X Amarildo!!! Eu faço uma avaliação que vencemos.

A partir desse dia, vi que não estávamos sozinhos mesmo.

Papa no Rio, a CONLUTAS chama concentração no Largo do Machado e qdo a passeata começa pro Palácio o PSTU vai embora!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Perguntei uma dirigente do PSTU se eles iriam pra passeata e ela me disse que como não tinham vistos os Black Blocs eles iriam. Não tinha os Blacks qdo eles resolveram não ir. Vi a hora que os Black Blocs chegaram!!!!

Mais uma vez saíram em bloco e deixaram os demais a revelia da repressão. repito, se o PSTU não fizesse balanço de ninguém por estar nas ruas desse ou daquele jeito ok, mas não é o caso!!! São OS DONOS DA VERDADE! DONOS DA REVOLUÇÃO!!! OS MELHORES LUTADORES! OS MAIS COERENTES! OS MAIS INTELIGENTES! OS QUE TEM O MELHOR PROGRAMA!!!!! OS QUE CONHECEM MAIS A HISTÓRIA E TÊM A CERTEZA QUE ELA IRÁ SE REPETIR!!!!!

Pode ir embora e depois ficar fazendo acusações????????????????
Como sabiam o que tinha acontecido se não estavam lá??????

Li um texto do PSTU falando que os Black Blocs jogam molotovs!!!!!!
Falam igual a Globo!!! Igual o Sergio Cabral e cia!!!!!

12 lutadores presos entre eles NINJAS!!! A galera se reorganiza e volta pro Largo organizando uma passeata em direção a delegacia.

ADVOGADOS DAS RUAS!!! Diga-se de passagem, DE LUTA!!!!
Também têm discussão política, táticas e estratégia, pois tb participei de reunião com eles. Tiraram todos da prisão na mesma noite, mas ainda sim ficou o Bruno.

Nós não somente provamos que não foi o movimento, que não foi o Bruno, como mostramos os culpados. E só conseguimos fazer isso porque hoje o movimento tem apoio da população que mora em torno o palácio, porque temos mídias livres e independentes, porque o NINJA que se reúne, discute política, conjuntura, que respeita as narrativas independentes, e atua de forma descentralizada, seguindo o fluxo, e que tem estratégia, NÃO SAIU DAS RUAS!!!!!!!! Porque jovens resolveram SER NINJASSSSSSSSSSSSS e mostrar a VERDADE!!!!!!!!!

Pois é, a luta ganha moral, e apoio da sociedade.

Sérgio Cabral não satisfeito coloca na pauta um decreto ditatorial. Um verdadeiro ataque!! Que vamos lutar como? Com que armas? Se a policia não sai da rua e ataca todas as manifestações??? Ficaremos em casa até a polícia deixar novamente a gente manifestar???????

Abre então uma crise na burguesia! E a luta contra o Cabral vai pra SP e POA.
Globo desmoralizada e desmentida vai a esquerda e bate no Cabral, a igreja através do papa dá declarações importantes, a polícia é desmoralizada por ver que um policial queimou outro policial, o pau come entre eles.

Enquanto isso o OCUPA CABRAL recebe comida, bebida, dinheiro da população do Leblon. Incrível! Menos de 3 horas vi umas 4 pessoas chegando com doação. Eu mesma fui procurada por um senhor entregando uma nota de 100 CEM REAIS!!! CEM REAIS!! pra ocupação!!!! Eles me disseram que aquele senhor sempre vai lá!!! Adolescentes que não estavam na manifestação levando comida. Pizzaria mandando entregar pizzas!!! E o povo ainda acha que a população tá contra???? Os carros todos que passavam buzinavam, pessoas gritavam pelas janelas!!! Façam aquilo que eu não consigo fazer!!! Resistam!!!!

Estive na plenária de terça feira (30/7), do Fórum de Lutas do Rio, onde o PSTU votou pelo ato do dia de ontem, com concentração 17:30 na Rocinha. No entanto os militantes, em torno de 7 pessoas da juventude, que foram direto pro Leblon, foram embora do ato antes que a Rocinha chegasse para passeata. Conversei com uma menina do partido e ela me disse que iam embora por conta da presença da polícia, e que a esposa do Amarildo não ia descer pois no ato tinham Black Blocs. Desculpa, mas a presença da polícia não é nenhuma novidade, revista das mochilas tb não é novidade, e quanto o fato da esposa do Amarildo não descer, não é verdade. Consultei os camaradas do Forum de Lutas que estavam na Rocinha com ela, e os mesmos disseram que ela fez uma linda intervenção orientando que a Rocinha fosse pro Leblon. Não cabe a nós aqui expor estratégia de segurança dela. A passeata foi linda, com muitas atividades de mística, teve o apoio da população, dos carros passando, e não houve nenhum confronto com a polícia. Não entendo esse medo instalado hoje na militância do partido. Me lembro bem das capas das agendas revolucionárias, inclusive arremessando molotovs. O partido está sendo questionado por essas ações em todas as plenárias, por votar atos e não comparecer ou sair antes que comece ... Durante a manifestação militantes do partido que votaram pelo ato no Leblon estavam na internet debatendo data de reunião. Fiquei chocada!!!! Como posso acreditar nestes pequenos burgueses?????

Não ia fazer este texto, pelo menos não pensava que ia ser necessário, mas o ataque aqueles que surgiram nas passeatas, como os Black Blocs, por um vazio de direção para repressão, e perfilam 15 a 20 pessoas, que não tem programa, que não querem construir partido, mas querem fazer que nem eu, meus amigos, o Ninja, os Advogados, os socorristas, NÃO FUJIR A LUTA, serem acusados pelo simples fato de o governo ser derrotado em 3 propostas e que provavelmente a juventude irá ficar feliz e procurará os anarquistas pra se organizar, foi um erro histórico!!!!!!

Meu desabafo vem no sentido de não reconhecer mais, as ações, do partido que ajudei a construir, até porque as vitórias que estamos tendo no Rio são frutos de todos atos que estamos fazendo,As vitórias que estamos tendo não são dos partidos, são sim, dos lutadores que estão nas ruas, abrindo mão de uma série de coisas, por uma causa que é todos.

Cuidado!!! Já li textos deles dizendo que a vitória vem daquela greve geral chapa branca de 11 de julho de que erradamente me convenci. Como um dia de luta foi lindo, mas como uma greve nunca! Nem a juventude do PSTU fez nada pela manhã no Rio de Janeiro. Na última plenária me convenceram que iam fazer ações, até votei a favor do 30 de agosto, vou estar porque estou em todos os atos.

Mas AS VITÓRIAS não serão do dia 11 e do dia 30! Serão de todos os dias!!!

Sem guerrilhas, por uma luta de massas nas ruas, sem medo, sem terrorismo, pela construção fraterna de um caminho pra nossa luta, sem ataques aos que estão lutando, e pela entrada em cena da classe operária, para que como sujeito social estabeleça a correlação de forças que precisamos para alcançarmos a vitória!

3 comentários:

  1. Também fui militante do pstu, já tive muitas discordâncias políticas com a companheira que escreve de forma brilhante este texto. Porém não me assusto com a ação do PSTU, "bater" em quem tem mais destaque do que os super revolucionários do iogurte que estão na direção do mesmo. Não conheço os Black blocs, mas aproveito para agradecer os companheiros, pois naquela noite que apagaram as luzes da presidente varga e bombas "caiam" do céu, eu já sem conseguir respirar olhei para trás e vi a PM há 5 metros de mim, tacando bonda e mirando as armas com bala de borracha... foi nesse comento que um Black Bloc me deu um pano com vinagre para que eu pudesse respirar e começou a gritar que eram necessárias barricadas pq a pm avançava rapidamente, e lá haviam idosos, famílias e crianças que já desmaiavam...e foi assim que ao atearem fogo no terreirão do samba, consegui me refugiar por cerca de 2 ou 3 hs( perdi a noção do tempo) em local seguro até voltar para casa, buscar minha filha de 5 anos que via pela tv onde a mãe estava.
    Outro fato asqueroso é atacarem o trabalho de uma mulher da classe trabalhadora, mãe de família, que precisa sustentar seu filho e pagar suas contas... Vivemos infelizmente em uma sociedade capitalista e ela apenas vende seus serviços e sua força de trabalho. Diferente de muitos ELA TRABALHA, não é militante profissional há décadas (como dezenas que conheço), não vive de cotas do salário alheio e nem de fundo partidário, muito menos é filhinha de papai e mamãe ricos que podem ser sustentados pelos mesmos. E que em sua maioria NÃO pertencem a classe trabalhadora, são pequenos- burgueses, que temem enfrentar a PM, pq essa não é a realidade deles, diferente da nossa e da maioria da população, que não mora na zona sul e sim nas comunidades e subúrbios da cidade, nós enfrentamos a polícia e o Estado diariamente, sofremos diretamente com as fraudes e o desmonte do serviço publico, vivemos do lado de cá da sociedade, somos da periferia, infelizmente a violência que os revolucionários do iogurte se esquivam,são nossa realidade.
    Lembro-me de uma politica de proletarização da juventude do pstu, quando há maioria de seus membros se opunha a militar nas periferias...
    Infelizmente, não me surpreendi... sempre foram oportunistas, sempre usaram de baixaria para atacar que discorda deles, sempre usaram estratégias semelhantes as da rede globo para manipular a opinião contra quem lhes "oferecia risco".
    Parabéns aos que foram e continuam nas ruas! Parabéns aos trabalhadores de verdade, que precisam se dividir em muitas jornadas de trabalho para viver, criar seus filhos e mesmo assim não fogem a luta!!!!!!
    Obrigado Black Blocs graças a intervenção de vcs, consegui fugir e voltar para casa, abraçar meus pais idosos, meu pai doente, meu companheiro e minha filha pequena!
    ASS: Marcela Reis

    ResponderExcluir
  2. Se é pra discutir isso, façamos de forma HONESTA!

    Nota do PSTU: "em defesa de QUALQUER ativista contra a polícia e a burguesia!!"

    http://pstu.org.br/node/19891

    "Independentemente de nossas diferenças com grupos que praticam ações isoladas, não podemos nos calar diante da repressão a estes ativistas. Quem expulsa ativista é o fascismo, quem prende militante é a polícia."

    ResponderExcluir
  3. Thiago,

    e por acaso o texto fala que o PSTU entregou alguém pra polícia, ou que não defende a libertação dos que foram presos?

    O assunto real é a covardia política do PSTU, a falta de respeito ao que é deliberado coletivamente, o fato do partido atuar quase como um corpo estranho no movimento ((sobre a crítica ao Black Block, eu discordo dela, eu acho que a crítica pode ser feita, na verdade a crítica se desqualificou porque o PSTU criticou de fora, sem responsabilidade nem moral de construir o movimento). Esses são os problemas reais. Não adianta tentar mudar o foco!
    .

    ResponderExcluir

Mais lidas nesse mês:

Mais lidas do blog:

SEGUIDORES