QUEM SOMOS NÓS

Minha foto
Somos uma organização marxista revolucionária. Procuramos intervir nas lutas de classes com um programa anticapitalista, com o objetivo de criar o Partido Revolucionário dos Trabalhadores, a seção brasileira de uma nova Internacional Revolucionária. Só com um partido revolucionário, composto em sua maioria por mulheres e negros, é possível lutar pelo governo direto dos trabalhadores, como forma de abrir caminho até o socialismo.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

NOTA EM APOIO AOS ESTUDANTES PROCESSADOS NA UFES


Nós subscrevemos essa nota, e pedimos que todos os movimentos, organizações e entidades que possam façam o mesmo





NOTA EM APOIO AOS ESTUDANTES PROCESSADOS NA UFES

As entidades e movimentos que subescrevem essa nota vêm a público dar visibilidade e protestar de forma veemente contra o Processo Administrativo Disciplinar aberto em desfavor de 30 estudantes da Universidade Federal do Espírito Santo por meio de portaria do Reitor Reinaldo Centoducatte.

O processo acusa os estudantes de “prática de ato incompatível com a moralidade da vida acadêmica” de acordo com o artigo 263 do Regimento Geral da UFES, promulgado na década de 1970, tempos de exceção da Ditadura civil-militar brasileira. Uma legislação produto desse tempo histórico, outorgada de forma autoritária por dirigentes impostos à comunidade acadêmica não garante nem ao menos os avanços democráticos obtidos posteriormente na Constituição de 1988.

A Universidade deveria ser um local de livre expressão democrática, que garantisse e estimulasse a participação crítica dos seus estudantes, não como se coloca neste caso específico e em diversos similares país afora. O grupo da reitoria persegue e criminaliza os estudantes que ousam se colocar como sujeitos da transformação da Universidade, que exercem seu direito constitucional de livre manifestação. Durante a greve, perante a intransigência do reitor em, simplesmente, negociar as pautas locais, o Comando de Greve Estudantil decidiu por uma ocupação no dia 22 de agosto que tinha como objetivo avançar no projeto de uma Universidade pública, gratuita, de qualidade, democrática, popular e socialmente referenciada, por meio de determinadas pautas que tocavam especialmente a questão da assistência estudantil, tão precária na UFES.

O conteúdo do processo é tão desmedido que faz referencia a cada manifestante contendo uma foto nomeada de “marginal” e seu respectivo número, bem como caracteriza o conjunto dos estudantes como “quadrilha”.

Convocamos todos/as a prestarem solidariedade a este grupo e exigimos que o reitor Reinaldo Centoducatte anule imediatamente a portaria estabelecendo patamares mínimos de diálogo e convivência democrática na UFES, que não passam por tais medidas de repressão.



Seguem abaixo os locais onde precisamos que seja enviada a moção. Pedimos que enviem com cópia ao e-mail contraaperseguicaopolitica@hotmail.com para nosso controle:

Reitoria da UFES: reitor@reitoria.ufes.br; vicereitora@reitoria.ufes.br
Pró reitoria de graduação: pro-reitora-prograd@prograd.ufes.br
Corregedoria do Ministério Público do Estado do Espírito Santo: cgmp@mpes.gov.br
Nosso controle: contraaperseguicaopolitica@hotmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais lidas nesse mês:

Mais lidas do blog:

SEGUIDORES