QUEM SOMOS NÓS

Minha foto
Somos uma organização marxista revolucionária. Procuramos intervir nas lutas de classes com um programa anticapitalista, com o objetivo de criar o Partido Revolucionário dos Trabalhadores, a seção brasileira de uma nova Internacional Revolucionária. Só com um partido revolucionário, composto em sua maioria por mulheres e negros, é possível lutar pelo governo direto dos trabalhadores, como forma de abrir caminho até o socialismo.

domingo, 16 de junho de 2013

Recomendações de segurança em atos


Amanhã pode acontecer a manifestação mais importante das últimas décadas em várias cidades do Brasil. E a polícia tem feito todo tipo de provocação e tem usado violência para dispersar o movimento em várias manifestações. Por isso, baseado na nossa experiência antes e depois da formação do CL, damos as seguintes recomendações para a segurança dos manifestantes.

Algumas delas são polêmicas, e muitas pessoas podem discordar. Mas isso é positivo, porque o nosso objetivo é justamente aumentar a discussão sobre o assunto, ainda mais na nova geração que está começando a militância. Se você não concorda com alguma medida aqui, sinta-se à vontade pra falar nos comentários, e proponha outras alternativas!


1. Não vá "fantasiado" de manifestante!

Se houver repressão, roupas chamativas e/ou com imagens de conteúdo político vão tornar você um alvo fácil. Ou você vai com uma roupa que um transeunte comum usaria, ou você vai com duas camisas, e tira a que estava usando se acontecer alguma coisa.


2. Forme pequenos grupos

NUNCA fique sozinh@! Forme grupos de cinco ou seis pessoas amigas, do mesmo movimento etc (pequenos o suficiente pra não se dispersarem, e grandes o suficiente pra ajudarem alguém se tiver problema), e SEMPRE ANDEM JUNTOS. Em nenhuma hipótese se dispersem na correria, porque isso facilita as prisões.


3. Evite o corre-corre

Quando começa algum problema, geralmente as pessoas entram em pânico, e começam a correr sem rumo. Isso facilita prisões, e representa perigo de pisoteamentos. Se as pessoas começarem a correr, tente CONTROLAR A RESPIRAÇÃO, e olhar para o foco do problema (se a distância for segura) e TENTE SE MANTER NO MESMO LUGAR.  Só corra se a polícia estiver correndo na sua direção.


4. Se você fizer alguma ação radicalizada, abandone o flagrante!

Se você participar de alguma ação radicalizada (SEMPRE definida antes do ato e com o conhecimento do comando do ato), jogue fora os materiais usados (vamos aqui dar o exemplo de jet e estêncil, mas podem ser outras coisas) logo depois do uso. NUNCA volte com esses materiais na mochila porque, se você for revistado, você vai se fuder. É melhor perder dinheiro e ter que comprar tudo de novo do que ir parar na delegacia.


5. Não seja machista, mas saiba que a polícia é

Algumas pessoas acham que as mulheres não devem participar dos enfrentamentos. Isso é puro machismo, o lugar da mulher é na linha de frente de todas as lutas! Mas temos que tem bastante clareza que a polícia não vai bater menos porque você é mulher - e, como já aconteceu em São Paulo, você pode até mesmo sofrer violência sexual por parte dos policiais (como passar a mão, rasgar a roupa etc). Por isso, evite usar saias ou roupas mais fáceis de arrancar. Por isso, ainda é mais importante a recomendação de andar sempre em grupos Se você acabar sendo detida, é importante o grupo garantir que você não seja revistada por homens.


6.  O vinagre não resolve contra gás lacrimogêneo

A ideia de que o vinagre pode ajudar contra o gás lacrimogêneo está baseada na superstição de que "o que arde cura" (quantas vezes, quando você era criança, não te mandaram usar bicarbonato contra aftas?). A proteção real só pode ser dada por produtos com Ph alcalino, como um pano molhado com água misturada com bicarbonato ou leite de magnésia. Não use lentes de contato se estourarem uma bomba perto de você, porque ela vai ser destruída!


7. Se você for negr@, lembre que todo camburão tem um pouco de navio negreiro

Redobre a sua atenção se você for negr@, principalmente se você tiver um visual diferente do estereótipo de estudante. A polícia é treinada pra ser racista. Simples assim.


8. Se o seu cabelo for longo, prenda

Retire, sempre que puder, brincos, piercings ou outros objetos que possam ser puxados violentamente.


9. Tenha sempre à mão o telefone de um advogado do movimento e da imprensa

É fundamental se acontecer uma prisão. Se você tiver uma câmera, faça o possível pra não roubarem nem quebrarem, e use pra documentar e jogar direto na Internet tudo o que estiver acontecendo. Mas tentando ter cautela pra não comprometer a sua segurança.


10. Não se exponha nas fotos!

Muita gente gosta de fotografar tudo, ainda mais hoje em dia, na "era do Facebook", até mesmo quando estão fazendo ações ilegais (pichando, fazendo enfrentamento etc). Mas a polícia não tá de brincadeira. NÃO PRODUZA PROVAS CONTRA VOCÊ MESM@!


11. Não provoque a polícia!

O objetivo das manifestações não é descarregar a sua raiva. Não xingue nem quebre coisas perto dos policiais. Esse tipo de atitude individual pode começar um confronto capaz de destruir uma passeata inteira.

2 comentários:

  1. Glauco Vinissius Birochi3 de setembro de 2016 12:44

    Camaradas, perfeitas orientações de um coletivo Leninista. Saudações Revolucionárias. Precisamos muito mais que simplesmente tomar as ruas, precisamos da simultaniedade revolucionária, fazer o proletariado parar fábricas, bancos, órgãos públicos, camponeses ocupar terras, bancários pararem o sistema financeiro e causarmos o colapso no sistema burguês. Com as Ruas Tomadas e os trabalhadores organizados, pôem-se em xeque a economia burguesa !

    ResponderExcluir

Mais lidas nesse mês:

Mais lidas do blog:

SEGUIDORES