QUEM SOMOS NÓS

Minha foto
Somos uma organização marxista revolucionária. Procuramos intervir nas lutas de classes com um programa anticapitalista, com o objetivo de criar o Partido Revolucionário dos Trabalhadores, a seção brasileira de uma nova Internacional Revolucionária. Só com um partido revolucionário, composto em sua maioria por mulheres e negros, é possível lutar pelo governo direto dos trabalhadores, como forma de abrir caminho até o socialismo.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Boicote histórico contra Israel nos EUA

Militantes da Tendência Bolchevique Internacional (TBI) organização com a qual o Coletivo Lenin mantém relações fraternais, participou de um piquete histórico na Clifórina (EUA) contra navio de uma empresa israelense, em solidariedade aos trabalhadores da Palestina.

Isso sim é boicote internacional! Mobilizar a classe e atacar o capital!

Trabalhadores Palestinos Saúdam Ação em Oakland, Califórnia

Piquete de massas bloqueia navio israelense!

Na segunda, 20 de junho, um piquete de massas totalizando 700-800 trabalhadores e ativistas conseguiu impedir com sucesso que o navio israelense Zim Shenzhen, da empresa Zim Lines, descarregasse suas mercadorias por um período de 24 horas no Porto de Oakland, no estado da Califórnia (Estados Unidos). O piquete contra a linha israelense de navios bloqueou quatro entradas do cais onde o navio Zim Shenzhen estava programado para atracar. Um juiz trabalhista chamado pela Pacific Maritime Association (Associação Marítima do Pacífico) para investigar a situação declarou que haveria perigo de “segurança e saúde” caso os trabalhadores do cais que se concentravam nas entradas cruzassem o piquete para entrar no píer, fazendo assim com que estes não sofressem perseguição legal por parte dos patrões pela sua solidariedade ao ato.

O piquete em Oakland marca a primeira vez na história em que uma embarcação israelense é barrada em um porto norte-americano, sendo também o primeiro bloqueio internacional contra embarcações de Israel desde o ataque à flotilha de ajuda humanitária à Faixa de Gaza. A mobilização seguiu o exemplo dos trabalhadores de docas do Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Sul-Africanos (SATAWU), que se recusaram a carregar uma embarcação israelense no porto de Durban em fevereiro de 2009. Trabalhadores de docas na Noruega vêm se preparando para boicotar a carga de embarcações israelenses durante dois dias a partir de 23 de junho, enquanto sindicatos marítimos da Suécia anunciaram planos para fazer o mesmo de 23 a 29 de junho.


Tal piquete de massas em um grande porto Americano, que envia uma ponderosa mensagem de solidariedade internacional à massas oprimidas da Palestina é uma expressão de repúdio ao ataque assassino à flotilha, que ocorreu em Maio. Essas recentes ações relembram um evento similar ocorrido em Março de 1986, quando cerca de 150 trabalhadores, sindicalistas e militantes de esquerda realizaram um piquete no Píer 80, em São Francisco, impedindo durante 24h a descarga das mercadorias de um navio sul-africano ligado ao regime do aparheid. Militantes da Tendência Bolchvique, organização que deu origem à TBI, participaram ativamente da organização desse bloqueio.


O bloqueio de Março de 1986 foi inspirado no bloqueio de 11 dias de outro navio sul-africano em Novembro-Dezembro de 1984, organizado por Howard Keylor, militante da TBI e dirigente sindical entre os trabalhadores do porto. Essa “ação ilegal”, que envolveu cerca de 300 trabalhadores, ajudou a reacender o movimento anti-apartheid nos Estados Unidos. Quanto ao bloqueio ao navio israelense, uma emissora de TV (KTVU) relembrou o boicote de 1984, inclusive pondo no ar iamgens do evento.


O bloqueio em Oakland aponta para a importância de ações por parte dos trabalhadores e seus sindicatos em defesa dos palestinos contra os opressores sionistas. Ele também demonstra o poder de ações exemplares de solidariedade sindical. A Federação Geral Palestina de Sindicatos (PGFTU) enviou uma mensagem aos militantes que participaram do ato, onde afirmam:


“Queridos irmãos e irmãs, sindicalistas, trabalhadores e moradores da Bay Área (Área da Baía) de São Francisco, nós recordamos e saudamos a ação massiva de 1984 nas docas, quando vocês boicotaram o regime do apartheid da África do Sul.”


“Nós olhamos para vocês hoje da Faixa de Gaza e de toda Palestina e fazemos um chamado para repetiram o ato de coragem de hoje. Essa solidariedade genuína é algo pelo qual muito esperamos.”


Tal solidariedade contra o sistema de apartheid de Israel enfraquece os governantes sionistas, encoraja os oprimidos e demonstra a capacidade da classe trabalhadora internacional para abrir passagem à um futuro de segurança material e igualdade social para todos.


Defender os palestinos!

Mobilzações nas docas suecos e noruegueses para mostrar o caminho!

Por uma Federação Socialista no Oriente Médio!











Mitantes da TBI participam da ação no Porto de Port of Oakland, Califórnia. Nos cartazes: “Por uma Federação Socialista do OrienteMédio!” e “Bloquear TODO subsídio governamental e sindical à Israel!”

Site da Tendência Bolchevique Internacional - www.bolshevik.org



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais lidas nesse mês:

Mais lidas do blog:

SEGUIDORES